Movimento ‘Brasileiro Anônimo’ tentou, mas ficou preso à internet

Em agosto de 2012, durante as eleições municipais em São Paulo, surgiu o ‘Brasileiro Anônimo’.

Criado por um grupo de jovens entre 20 e 25 anos, a iniciativa tinha o objetivo de mostrar à população a importância de votar conscientemente.

Caroline Cabral, 21, uma das idealizadoras do projeto, lembra que sempre conversou muito com a família sobre questões políticas. Para ela, o movimento lhe ajudou a recuperar seu lado mais humano.

“No ‘Brasileiro Anônimo’, encontrei uma maneira de resgatar um pouco do sentimento de ajudar o próximo”, conta.

Os participantes apresentaram o projeto para os amigos, mas a ação não surtiu efeito. Foi então que veio a ideia de fazer uma urna de papel com a mensagem ‘Desta vez, vote no Brasil e não no lixo’, que virou slogan da campanha.

O primeiro passo foi tirar fotos das urnas em cima de lixeiras espalhadas pela cidade e publicá-las no site e na página do movimento no Facebook.

Quem quisesse participar só precisava imprimir a urna, tirar uma foto com ela e compartilhá-la nas redes sociais.

Famosos como Marcelo Tas, Marco Luque, PC Siqueira, entre outros, deram sua contribuição.

Apesar de o foco ter sido São Paulo, o projeto repercutiu em todo o Brasil. Mas a ação foi interrompida após os próprios integrantes questionarem o próposito da iniciativa.

Em sua última postagem na página do Facebook, eles escreveram que eram ‘hipócritas’ por contestar a inércia da população, enquanto eles mesmos só se manifestavam pela internet. “Só a teoria não sustenta a possível mudança que buscamos.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

HTML básico é permitido. Seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine este feed de comentários via RSS

%d blogueiros gostam disto: